Fatos Misteriosos (1)

Posted: quinta-feira, 23 de dezembro de 2010 by Douglas Lima in Marcadores: ,
0


Coisas estranhas e sobretudo desconhecidas circulam pela face da Terra, e também abaixo dela. Dizem que todo pescador é mentiroso, mas esta antiga foto - tomada no distante ano de 1931 - mostra uma equipe desses profissionais do mar que nas praias de Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro, capturaram um imenso tubarão pesando mais de 1 tonelada!

Porém, existem coisas ainda mais estranhas do que aquela.... Em um sítio arqueológico decoberto em maio de 2001 ao sul da Bulgária, foi encontrado este imenso crânio de uma criatura não identificada e que obviamente algum dia circulou pela face da Terra ou aqui esteve presente de alguma forma. Parecida como que vinda dos mais horríveis pesadelos, preste bastante atenção nele antes de passar para a nossa próxima foto. Não lhe soa um pouco familiar? Tente então lembrar de alguma coisa bastante parecida........  [cont...]



..... SIM! Acertou! Nas imagens acima voltamos a mostrar cenas do excelente filme "O PREDADOR", no qual sinistras criaturas alienígenas vinham ao nosso planeta para cruel e impiedosamente caçar as suas vítimas humanas! Mais uma vez, isso prova que quando se trata de Realismo Fantástico não existem coincidências. Aliás, coincidências não existem! E, portanto, é com pleno conhecimento de causa que voltamos a afirmar: quem fez (ou financiou) aquele filme SABIA MUITO BEM O QUE ESTAVA TRANSMITINDO À MENTE DO PÚBLICO!

E nesta impressionante foto (© Douglas Higley) a mais estranha de todas as múmias encontradas no planeta! O local da sua descoberta é, no momento, desconhecido. Quase que perfeitamente conservada, ao ser desembaraçada das suas ataduras ela nos revela um criatura antropomórfica além de qualquer sonho ou mesmo da especulação mais ousados!!!

Aqui nesta outra excepcional foto (também © Douglas Higley) um "close" da espantosa criatura - obviamente uma forasteira neste nosso misterioso planeta!!!!

Repare bem nos detalhes anatômicos desse outro curioso achado arqueológico. Preste bastante atenção na estrutura que denota de uma coluna vertebral, nas cavidades de onde se encaixariam os braços e também na região da bacia. Essa coisa espantosa deu à praia em de San Carlos, costa do Panamá, e dado ao seu caráter desconhecido e sobretudo insólito, foi logo levado ao conhecimento dos cientistas e das autoridades locais. Segundo o médico Ramón Aguilar tratava-se do óbvio esqueleto de uma criatura extraterrestre, dotada de reduzida estatura e, se comparada aos nossos padrões, "uma criança". A notícia e as fotos se espalharam então pelo mundo. Corria o ano de 1977 quando TRÊS HOMENS DE NEGRO invadiram violentamente seu escritório e sumiram com tal achado. Depois disso, o apavorado Dr. Aguilar inexplicavelmente mudou de idéia e passou a dizer aos diversos pesquisadores que o procuravam que se enganara e que o tal esqueleto pertenceria a um....RATO!!!!! E, sem a menor cerimônia, mostrava a todos eles um indecente rato empalhado, costurado com linha comum e que nada tinha a ver com aquilo que centenas de pescadores e testemunhas viram e tocaram. E muito menos com as fotos, uma delas mostrada acima, que correram todo o planeta!

E agora preste bastante atenção nesta outra foto que nos chega do oeste da China, precisamente da província de Qinghai, Montes Baighong, onde um grupo de cientistas estuda este recém descoberto e milenar monumento........

.... Que retrata bem no alto de uma solitária montanha a imagem de uma criatura misteriosa e sobretudo diferente. Segundo as tradições dos esparsos residentes naquelas paragens, trata-se de um monumento alienígena - uma relíqua elaborada por seres do espaço sideral, há milhares de anos recuados no nosso passado!!!!

E aqui, mais outra incontestável prova da existência dos OVNI. Nos EUA, este avião foi seguido de perto por um desses objetos, quase colidindo com ele! E um tripulante captou nesta foto as suas estonteantes manobras, bem a bombordo da aeronave e acintosamente por sobre uma movimentada rodovia federal!!!!

E parece mesmo que nos antigos monumentos do passado vibram realmente certas energias - muito especiais e sobretudo desconhecidas. Há muito se falava a respeito de um espectro que assombrava a Grande Muralha da China, relatos considerados como uma lenda até o dia em que que alguém conseguiu captá-lo nesta impressionante foto!

Este é o rosto da múmia do faraó Ramsés II, da XIX Dinastia, tão bem conservada que após a liberação das bandagens que a preservaram durante milênios os cientistas tiveram que levá-la às pressas para os EUA aonde foi submetida a um tratamento de radiação para impedir que sofresse um processo maior de decomposição. Durante muito tempo as múmias dos soberanos egípcios estiveram em exposição no Museu do Cairo, onde os sempre afoitos turistas podiam encará-las frente a frente. Hoje, todas elas foram recolhidas e colocadas em um mausoléu coletivo, especialmente construído para este fim naquela capital. O dono deste rosto que talvez tenha contemplado Moisés nos tempos bíblicos durante o episódio do Êxodo, foi o protagonista de uma incrível exibição em pleno Século XX. Em uma certa tarde no Museu do Cairo, o burburinho dos visitantes foi subitamente interrompido quando a múmia do velho Ramsés repentinamente ergueu o braço direito, quebrou o vidro do esquife, sentou-se, abriu a boca e voltou a cabeça para o Norte, fazendo com que até mesmo os guardas daquela instituição fugissem em desabalada carreira! A explicação oficial foi que "a ação prolongada do sol sobre os tendões do membro devem ter provocado o encolhimento dos tecidos". Mas que "sol" é mesmo este que brilha no interior sempre refrigerado de um museu como aquele? Pelo sim, pelo não, foi mesmo depois desse estranho episódio (e também de alguns outros bastante estranhos que "assombravam" as dependências daquele museu) que finalmente decidiram livrar todas as múmias da profanação e da curiosidade pública, construindo o tal mausoléu!


O que, por sinal, foi uma medida extremamente sábia pois, segundo o Esoterismo, no ambiente soturno dos museus ainda hoje flutuam junto às múmias os odores de bálsamos muito antigos. Os corpos mumificados - justamente por impedirem o processo de reencarnação - retêm a essência vital aprisionada e, portanto, a vibração dos psiquismos dos defuntos também se faz intensamente presente ao redor deles. Tudo isso é uma ameaça aos vivos, uma vez que algumas pessoas mais sensíveis e por conseguinte mais vulneráveis podem literalmente ser vampirizadas por essas milenares e por vezes extremamente perigosas "sombras"!

0 comentários:

contato

Open Cbox
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUIZ

comente no facebook

Messenger

.h.